domingo, 3 de junho de 2018

Fazendo poeira

Em três dias de trabalho, dezenas de disco de lixa e duas lixadeiras fazendo muito barulho e pó, conseguimos finalizar a tarefa de lixar o segundo casco do nosso catamarã. Lixar resina epóxi com aerosil é uma tarefa dura, literalmente!
Aproveitamos pra dar uma geral na bagunça. A vassoura fez muito bem ao local.
Retiramos o picadeiro, que estava sob o barco, e desmontamos seus cavaletes,
visto que não serão mais necessários.
O picadeiro sustentou a estrutura para a montagem, ele apoiava a quilha e as
cavernas que foram
instaladas nesta. Quando fixadas, cada caverna recebia duas escoras, que
serviam para manter o nivelamento transversal e no travamento longitudinal.
Na prática o casco ficou com 22 pares de pernas, que estão sustentando o casco
agora sem o picadeiro.
Na sequência vamos dar aquele banho no casco e partir pra massa!




Tive poucos problemas com bolhas na laminação.
Mas sempre temos uns retoques pra fazer!





O picadeiro foi removido e desmontado

Ele dava sustentação a quilha e elementos estruturais. 

Vídeo


quinta-feira, 10 de maio de 2018

Segundo casco laminado

Na véspera do feriado eu minha equipe  laminamos um dos bordos do segundo casco. Gostei do desempenho, da rapidez e do resultado do trabalho. Sábado passado voltamos a carga animados pra terminar a tarefa. Afinal de contas este lado era igual  ao  outro. Então o desenvolvimento  do trabalho se não fosse idêntico seria bem parecido. Só que não!
Logo de cara, no menor sertor, que tinha sido relativamente facil no lado A,  no lado B complicou. O tecido enrrugou e deu trabalho pra alisar. Os outros dois trechos foram um pouco melhor. Apesar do trabalhão  o resultado compensou. No final das contas restou um pequeno arremate pra fazer, pois o tecido tem 1,30 m de largura e em algumas partes a área a ser coberta  chega a medir 1,50 m. Além disso terei uns reparos pra fazer. Depois disso será  lixar e aplicar massa de acabamento.




ATRAÇÃO FATAL: próximo do estaleiro há uma colmeia de abelhas arapuá.
Quem sabe atraídas pelo brilho da resina epóxi, várias pereceram grudadas
na resina ainda pegajosa.






Vídeo


terça-feira, 1 de maio de 2018

Laminando o segundo casco


Neste final de semana, de feriado prolongado,  iniciamos a laminação do casco. O uso de tecido no lugar da manta, agilizou muito o processo. Em um dia, com uma equipe composta por três pessoas laminamos um dos bordos, ou 15 metros quadrados.
Desde o último post trabalhamos praticamente na fixação da quilha externa.  Esta foi ligada a quilha interna por parafusos inox. Devido ao comprimento necessário, os parafusos foram fabricados na própria oficina. Vinte ao todo, fixando todas as cavernas as quilhas interna e externa. Depois fizemos um filete com massa de epóxi/microesfera no encontro da quilha externa com o fundo, para facilitar a laminação no local. A medida serve para evitar bolhas na laminação. Na sequencia laminamos a quilha externa.
As peças do sacrifício da proa já foram produzidas, elas serão instaladas quando  a laminação do casco estiver concluída.

Longos parafusos de inox unem as quilhas interna e externa

 













Vídeos
Trabalhos de março


Laminando o segundo casco


domingo, 4 de março de 2018

Retomando os trabalhos


Ola moçada, há quanto tempo! O ano terminou numa pauleira e 2018 começou meio preguiçoso . Pelo menos na construção do nosso barco. Mas o carnaval passou e a vida segue. Por aqui estamos nos últimos detalhes para começar a laminação do segundo casco.
Na semana passada laminei reforços no espelho de popa, nas demais quinas do casco o trabalho tinha sido deito em dezembro.
No último sábado (3/3) fiz a marcação para a furação da quilha externa. Fizemos um travamento com escoras pra manter as peças na posição. O furo na quilha interna já existe e ele transpassa a caverna. A tarefa foi entrar por baixo do casco e com a furadeira, usando o furo existente como guia, iniciar o furo na quilha externa, que será concluído em uma furadeira horizontal, onde também será feito o rebaixo para alojar a porca externa. As duas quilhas serão unidas por parafusos

Laminação de reforços


Detalhe do encaixe esculpido na quilha externa.




Como ficará a montagem da quilha.

Vídeo








domingo, 29 de outubro de 2017

Calafetando

Desde o último post, nossa tarefa foi a preparação para a laminação. Foram aplainadas todas as quinas e arestas, instalados reforços na popa, junto ao cadaste e iniciado a calafetação.  Esta última bastante demorada. No sistema de construção do meu barco (forro de madeira com revestimento de fibra de vidro e resina epóxi) a calafetação é feita com uma massa de resina epóxi e micro esfera de vidro oca. Se fosse possível  colocar os sulcos entre as ripas em uma única linha, seriam aproximadamente 500 metros de sulcos para tampar, fora as centenas de cabeças de parafuso a esconder.

Neste sábado tivemos que interromper o trabalho de calafetação, porque faltou micro esfera (nosso just in time falhou). Como trabalho é o que não falta, laminamos o reforço da roda de proa com fibra de carbono.






Vídeo